Translate

sábado, 30 de dezembro de 2017

Clube Ijuí.Ijuí.RS.2017


Ijuí foi a cidade de n 62 visitada esse ano, finalizando os passeios em 2017. Agora são 162 cidades gaúchas registradas no blog. Que venha 2018, rumo as 200. 

Sobre a foto:

Em 7 de maio de 1905, deu-se a fundação do Clube Ijuí, que teve sua primeira sede na Rua 15 de Novembro, esquina da Rua Álvaro Chaves, em frente ao antigo Clube Comercial. Era uma casa de madeira, de propriedade da sociedade. A segunda sede, também em edifício próprio, de madeira, com frente de alvenaria, era na Rua do Comércio, nas proximidades da Galeria Elmers. A terceira sede foi onde atualmente está a livraria Santo Antônio, antigo e saudoso café Sokolowsky, em prédio próprio, de alvenaria. O Clube Ijuí nessa época, já se achava em franca prosperidade e progresso, animado grandemente pelo Clube das Violetas, que dele faziam parte todas as senhoritas da sociedade, e cuja diretoria era somente de moças, as quais eram obrigadas a comparecerem aos bailes mensais, trajadas de branco, e os moços, de preto, e todos ostentando o símbolo do clube: o bouquet de violeta.

A quarta sede é o atual edifício, localizada na Rua Benjamin Constant, n° 463, construído em 1923, cuja contrução era uma necessidade e uma aspiração geral. Essa construção muito se deve ao seu grande animador e idealizador, Coronel Albino Jacinto de Oliveira (Binóca).

O Clube Ijuí faz parte da própria história de Ijuí. Nele foram realizados os mais importantes acontecimentos do município. Teve grande importância na vida cultural, político, econômica, esportiva e principalmente no aspecto social da comunidade.

No clube foram realizados inesquecíveis bailes: Tradicionalistas, Caipiras, Chita, Pelúcia, Suéter, Viajantes, Bancários, Debutantes, Réveillons... Reuniões-dançantes, especialmente as promovidas pelas normalistas, destacando o sucesso da "Noite de Arromba".

Não podemos deixar de citar os grandes bailes carnavalescos com suas glamurosas rainhas e belíssimoas cortes. No carnaval todo mundo pulava, dançava, cantava e brincava com confetes e serpentinas.

Um século se passou e hoje o Clube Ijuí está aqui, novamente entregue a sociedade de Ijuí como um ambiente de cultura e lazer para os que gostam de confraternizar em sociedade, entre amigos, associados, seus dependentes e demais casais convidados, que entre as atividades de lazer oferecidas no clube, também amam a música e a dança, como uma das formas mais sublimes de expressão corporal, utilizando-a para o bem estar da mente e do corpo.

(Texto retirado da Revista 100 anos - Clube Ijuí, maio; 2005)


A praça da república. Ijuí..RS.2017


É a praça central da cidade, com espaço bastante amplo, com palco para shows, com arquibancada, banheiros, pracinha para as crianças.

Igreja Matriz Nossa Senhora Da Natividade. Ijuí.RS.2017


O dia estava nublado, a foto não ficou boa, mas fica o registro. 

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Prefeitura. Ijuí.RS.2017


Parque de Exposições. Ijuí.RS.2017


Dia chuvoso mas mesmo assim não desisto de conhecer novos locais. Tentei visitar o Parque de Exposições Wanderley Burmann, mas estava fechado. Quem sabe uma melhor sorte na próxima, pois o local parece bem interessante, pois é como diz o site da prefeitura de Ijuí: Um dos destaques do Parque, é o movimento étnico. São casas típicas de 11 etnias mais os gaúchos, resgatando e mantendo a arquitetura dos povos que colonizaram Ijuí: alemães, portugueses, austríacos, árabes, letos, suécos, italianos, afros, espanhóis, holandeses e poloneses.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Pórtico.Boa Vista do Cadeado.RS.2017


O Dia não ajudou muito, mas mesmo assim fica o registro do belo Pórtico, um dos mais interessantes do Estado.

Pórtico. Boa Vista do Cadeado.RS.2017


Pórtico. Boa Vista do Cadeado.RS.2017


Boa Vista do Cadeado.RS.2017





 



A Cidade:
O nome de Boa Vista do Cadeado é de 1920. Havia uma fazenda na região cuja dona usava um enorme e descomunal cadeado em sua porteira. O povoado cresceu em uma bela colina que do alto se,enxergava a quilômetros de distância a paisagem  digna de uma “boa vista”.  Daí veio o nome: Boa Vista do Cadeado.
Fonte:viajandodecarro.clicrbs

Atrativos Turísticos:

Pórtico:

Cachoeira do Rio Conceição:


Praça municipal é Olga Dall’Aglio:


Rústica MunicipalO município realiza anualmente, no mês de abril,  a Rústica, com percurso do trevo até o centro da cidade.

Comuvi (Concurso Municipal de Vinhos): Que ocorre em meados do mês de junho. 


Fecad (Feira do Cadeado):


Tradicional Rodeio:


História:
O processo de ocupação do Distrito de Boa Vista do Cadeado começou em 1876. Em 1886 quando João Raimundo Silva e Cândida Prates da Silva adquiriram a sede da fazenda de Maria Tereza Barbosa de Jesus, a mesma usava um enorme e descomunal cadeado em sua porteira. 
Tornando-a fazenda do cadeado Bússola aos colonizadores de Dr. Pestana (1870) e Ijuí.

Passagem obrigatória desta região denominando inclusive de Serra do Cadeado. Após a morte de seu esposo manuel Moreira de Barros um dos fundadores de Cruz Alta (1822).

Ao vender sua fazenda mudou-se para Lagoa Vermelha, e o casal Gabrielense permaneceu no Grande Cadeado. "Boa Vista", o povoado cresceu em uma bela colina que do alto,enxergava quilômetros de distância a paisagem era digina de uma "boa vista". 

Nasce em 1920, Boa Vista do Cadeado. 

Em 1848 falece João Amaro na Boa Vista e João Raimundo no Cadeado, sem realizarem seu sonho de construir uma escola aos habitantes da vila. Iracema Lopes da Silva, em 1957, com a ajuda de seu genro Rosber Brandão concretiza o sonho construindo a primeira escola estadual em zona rural, "Escola Estadual Dr. João Raymundo".

Historicamente a área territorial da cidade foi fração de terras primitivas do Brasil imperial e Distrito mais antigo das missões.

Sua tradição histórica foi marcada por lutas entre colonizadores portugueses e espanhóis, na disputa pelo continente. Sua conquista política na evolução história da expansão territorial portuguesa. 

A região dos pampas riograndenses, entre elas, o antigo território indígena aqui constituído, esteve presente em numerosos fatos e situações conflitantes entre portugueses e espanhóis, ainda antes do período colonial e, depois das frentes de expansaão e missões religiosas.

A despeito de ter sido um divisor de águas para as comunidades indígenas, somente o Tratado de Santo Idelfonso, efetivamente estabeleceu os limites aceitos ao de Madri, firmando com território português a região que hoje é chamada de Boa Vista do Cadeado. 
Fonte:boavistadocadeado.rs.gov.br

Onde Fica:


sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Igreja Mãe Santíssima.Igrejinha.RS.2017


A igreja fica no Posto Alles Blau na rodovia, antes da entrada da cidade, e como estava fechada não entendi se é uma igreja de verdade, ou apenas um local para eventos. mas parece uma igreja de desenho animado. Um encanto. 

Parque Municipal de Eventos e Vila germânica. Igrejinha.RS.2017



Quando fomos o parque estava fechado, e não pudemos realizar melhor registros da vila germânica. 



Adornos na avenida próximo a praça Dona Luisa. Igrejinha.RS.2017


Praça Dona Luisa.Igrejinha.RS.2017



Pórtico. Igrejinha.RS.2017


Posto Alles Blau. Igrejinha.RS.2017






quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Cidade da Asa Delta. Sapiranga.RS.2017


Morro Ferrabraz.Sapiranga.RS.2017


Asa Delta em Pleno Voo. Morro Ferrabraz. Sapiranga.RS.2017


Asas Deltas.Morro Ferrabraz.Sapiranga.RS.2017


Asas Delta aguardando o vento.

Espiral de Asas Delta e Para-Gliders. Sapiranga.RS.2017







Pedra de Jacobina. Sapíranga.RS.2017





Pedra Branca da Jacobina – Localizada na estrada que dá acesso ao topo do Morro Ferrabraz. É uma pedra com fenda em grande altura, onde foi construída uma escadaria com 250 degraus. O local possui uma toca que servia para os Mucker observarem do alto as movimentações dos colonos e das tropas do Cel.Genuíno Sampaio.